Resultados com a tag: house (38 resultados)
[Marmita Sônica] Eu sou um gangster do house! E você?
19.03.13 20:58Deixe seu comentário

WMC_2013_-_HG_Event_March_20_-_Full_Flyer_FINAL

 

O selo I'M A House Gangster nasce esta semana em meio ao fervo da conferência WMC 2013 em Miami. O coletivo liderado pelo DJ Sneak leva adiante a sonoridade crua, jacking e sexy do Chicago house da leva 90's. Aposto que o lançamento vai tocar para bem bem além de sua baguncinha de estreia, ouça as quatro faixas bem quentes do Sneak aqui.

 

Confira no link também os casts da crew que tem Mark Farina, Phil Weeks, Hector Morales e muito mais DJs incríveis engajados no house de raiz.. Não ligo para a afetação purista e o "house de verdade" que a maioria carrega em seu discurso.. Aprecio cada bassline de atitude, ainda se pensarmos nos tempos deep-que-te-pega-daqui-e-de-lá.

 

Imagine o barulho que esses producers de beats que movimentam corpos e massas irão fazer no restante do ano, ein? Vida longa ao IMHG!!! 

Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex
[Marmita Sônica] Isaac Delusion - "Supernova" (video)
27.02.13 18:49Deixe seu comentário

isaac_delusion02_website_image_kfpa_wuxga

 

Lançamento da semana no Marmia Sõnica é fresco, é french. Isaac Delusion lançou o EP "Early Morning" ontem com esta belezura em destaque e vídeo.

 

O projeto de Paris está em longa turnê nos EUA, e bem que poderia cair pra estes lados com essa briza suave, não é?

 

Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex
[Marmita Sônica] Renato Ratier - "Soul Machine" (D-Edge Records)
20.02.13 14:12Deixe seu comentário

bn_notc_2125

 

Renato Ratier produz seu aguardadíssimo primeiro EP pelo selo D-Edge Records. O lançamento rolou na celebração de seu aniversário no dia 17/2, e o momento representa ainda outra festança que são os seus 17 anos prestados a música eletrônica. Como um ótimo DJ de vocação 'grooventa' e faro-fino, "Soul Machine" revela sua maturidade num disco-house futurista e um quê deep. O EP já conta com o suporte de DJs como Luke Solomun, Oliver $, Laura Jones, Seth Troxler, Kiki, Amos e outros. Ouça.

 

Renato Ratier - Soul Machine by D-EDGE Records

Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex
[Marmita Sônica] Mono Club amplificando experiências na Augusta
10.10.12 14:45Deixe seu comentário

DecoMopno2

 

O Mono Club já completa dois meses trazendo novos olhares e mais frescor para uma região muito importante na noite de Sampa. O Marmita Sônica desce a Augusta para um set de disco-house neste sábado, 13/10. Conversamos com o DJ, diretor de arte e sócio Fabio Spavieri.

 

Após a experiência inicial, o veterano agitador cultural avalia o cenário atual da região e enxerga novos desafios.

 

“A diversidade do Baixo Augusta deve ser o fator mais conhecido do pedaço, mas tal diversidade às vezes fica caótica demais. Nosso público é direcionado e quase não freqüenta o Baixo Augusta, exceto as quintas de rock, que tem bem o DNA da Rua Augusta”.

 

A programação musical é focada no refinamento da nu disco na sexta-feira, e nos finais de semana mistura do rock ao house com direito a clássicos.

 

Classic é na real um sentimento despertado facilmente no bar e lounge do Mono com impecável visual e design retrô, com destaque e valorização da cabine do DJ.

 

"São duas geladeiras da década de 1950 e uma TV RCA da mesma época, lembrando um bar de hotel. As caixas de som são criações do Jeff Paiano, um dos sócios e quem idealizou o clube ao lado do DJ Andy". 

 

Nos vemos lá! 

 

Mono_Club_Sabado_Blog

 

R. Augusta, 480, Consolação.

 

Lista Marmita Sônica

$ H – 40 consuma

$ M – 20 consuma

 

enviar nomes completos até 20h de sábado, 13/10

todos e-mails recebem respostas de confirmação

marmitex86@gmail.com

Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex
[Marmita Sônica] Justin Martin plantou house e colhe post-dubstep!
29.08.12 13:20Deixe seu comentário

justin_martin_541_copy

 

"Ghettos & Gardens" é o primeiro e esperado álbum do produtor americano que já remixou meio mundo das pistas houseiras. O expoente DJ de São Francisco surpreende alternando quebradas com synths rasgados muito bem costuradas com melogias cristalinas e graves inusitados. 

 

Sua identidade ficou conhecida com o hit  "The Sad Piano" em 2003, mas Martin está no topo agora. Ele caiu de cabeça no post-dubstep devorando a nova cena do bass, cheia de possibilidades sonoras,  e se apegou ao wobble bass principalmente.

 

Justin Martin está traxendo o house funkeado na bagagem com sua larga experiência no gênero (Buzzin'Fly, OM, Freerange Records), com boas passagens pelo deep. 

 

Justin-Martin-Ghettos-Gardens

 

"Hood Rich" abre perfeitamente os trabalhos do álbum com um synth pesado, lento e booty. As faixas  "Ruff Stuff",  "Lezgo Vip" completam o bloco romântico e agressivo do post-dubstep.

 

Com abrangência e boas sacadas, Justin Martin traz a classic d&b "Kemistry" do pioneiro Goldie em rework ao molho de crack house bem quebrado.

 

Simplesmente, UK.

 

Justin Martin - Ghettos & Gardens [Preview] by dirtybird

Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex
[Marmita Sônica] Cutting Agents - "Girls"
01.08.12 09:19Deixe seu comentário

Cutting Agents

 

Te juro que Sam Lewis não tem nada de bobinho. Mesmo com essa imagem teen aí, que é a sua única foto divulgada na web.

 

Com o seu Cutting Agents o garoto inglês impressiona até os menos avisados!  

 

O projeto esbanja maturidade moldando um deep house de vocação refinada e ao mesmo tempo urbana!?!?

 

Cutting Agents mescla influências do Uk garage com um lindo feeling 90's. São climas soulful que se contrapõem com  baixos profundos.

 

Se liga em "Girls", o som novo do meninão misterioso. 

 

Cutting Agents - Girl by CuttingAgents

 

Crescido no sul de Londres, tem estudado música desde muito cedo, curtindo jazz, soul e hip jop, ele descobriu a house aos 18 anos na Birmingham University e tudo mudou. Atualmente também toca na banda Kingdoms e assina produções com seu nome próprio.

 

Sua imagem à Justin Bieber é um  "baby face" perfeito para a indústria, e com certeza, você vai ouvir falar muito nele. 

 

Fica aqui também a pedrada "Got You", a primeira aparição do Cutting Agents no final do ano passado. Também rola download no soundcloud.

 

Cutting Agents - Got You by CuttingAgents

 

Pra quem curte Disclousure, Hackman, Mosca e Brackles... um prato cheio!!

 

Ah! Em 2010 o Cutting Agents soltou dois remixes e uma  possível primeira faixa no Youtube, saca só.


Categoria: Deep House
Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex
[.::musicness::.] O fim da máfia?
24.06.12 02:07Deixe seu comentário

 

Em uma sucinta mensagem em seu site oficial, Steve Angello, Sebastian Ingrosso e Axwell, que juntos atendem pelo nome de Swedish House Mafia, anunciaram que a turnê na qual estão ingressando será a última do grupo.

 

A falta de mais informações como a motivação do anúncio, ou se é uma ruptura definitiva e que também significará o fim das produções assinadas pelo trio, gerou uma série de boatos nas mídias sociais e em alguns blogs especulando que o clima entre os DJs e produtores teria azedado. Por outro lado, muitos questionam se o anúncio não é apenas uma estratégia de marketing já mirando um retorno triunfal em breve (o que geraria ainda mais polêmica, e consequentemente, exposição e retorno).

 

Enquanto não se tem notícia de nenhuma declaração adicional por parte de Steve, Sebastian e Axwell (o que deve ocorrer nas próximas semanas), a boataria em torno do tema deve aumentar. As incontáveis discussões, confusões e até mesmo algumas baixarias protagonizadas pelos artistas nos últimos anos provavelmente serão um poderoso combustível para alimentar as discussões entre os fãs e aqueles que não simpatizam com a "máfia sueca".

 

 

 

Agradecimento a Cláudio da Rocha Miranda Filho

João Anzolin
João Anzolin (joaoanzolin @ hotmail.com)
twitter.com/joaoanzolin
[Marmita Sônica] Crescendo em escola noturna
18.04.12 17:095 comentários

D-Edge Classic

 

Nunca fui até Campo Grande. Mas seria um prazer ter conhecido a formação de uma escola da música eletrônica brasileira em suas origens. A marca D-Edge celebra 12 anos esta semana com gig do Sven Vath no clubinho que virou clubão nos ultimos anos.

 

O D-Edge veio para São Paulo em 2003 com uma bagagem pós Mato Grosso do Sul que eu eu e mais paulistanos ainda não entendiamos muito bem... Bastou abrir as portas em sua primeira noite na Al. Olga na Zona Oeste, que o frio na barrida cresceu. O extinto Stereo Club havia se transformado radicalmente em um "monstro" sinestésico com o trato de Muti Randolph e uma curadoria musical impecável.

 

Me lembro até hoje da sensação de ter 17 anos e pisar na noite de abertura do estabelecimento que viria a ser "O" box cultural da cena de DJs não só de Sampa. Eu estava no terceiro ano do ensino médio num mundo diurno careta pra caramba, comprando meus primeiros discos de vinil. Escutei e vi de perto atrações inovadoras como Luke Solomon, Mark Farina, Justin Harris, DJ Heather e todos aqueles que me apresentaram a uma pegada "infernal" do house "freaky" daquele momento tão importante para minha carreira.

 

Simplesmente as gigs destes DJs mudaram a minha vida, experiências únicas ouvidas na noite experimentalmente moderna Freak Chic. Durante esse Review de 12 anos do Marmita Sônica, ouça os sons que foram a cara do D-Edge segundo minha vivência.

 

 

Bati cartão nas sextas-feiras mais geniais de minha jornada musical plugado na condução groovy de Luiz Pareto e Renato Ratier, e passei a cultivar um amor intenso pelos samples  radicais de caras como os que fundaram a Classic Music Company nos anos 1990, entre outros.

 

 

Acompanhei a safra minimal de Colônia a Detroit, debutei nesta fase como DJ em uma Mothership na qual eu celebrei aniverásio de 19 anos e tocava minimal funk na linha do Duplex 100. "Tremi" na base ao soltar as primeiras tracks, pois a responsa na cabine do D-Edge é sempre muito grande. O som é fiel em todo canto, não dá pra vacilar.

 

Hoje, sou muito feliz em lembrar das viradas que já fiz na  mesma cabine em noites distintas como Crew, Paradise, Cio 80's, Afternoon Skol Beats, Freak Chic e Mothership.

 

 

Já como repórter no Nokia Trends Web e posteriormente no Portal Skol Beats ao lado dos amigos Clau Assef e Coy Freitas, continuei tomando a caixa preta como pesquisa de campo. Todos não perdiamos atrações internacionais quando podiamos. Assim, pude entrevistar artistas internacionais que jamais teria o mesmo acesso se não fosse pela gig no clubinho: Miss Kittin, Superpitcher, Matias Aguayo, Luke Solomon, entre muitos outros.

 

Ouvi dizer que já foram mais de 700 o número de "gringos". Quantos festivais abasteceriam?

 

 

Boas lembranças são também o live de tech-house rasgado com timbre "sujos" de Mattew Dear na sua melhor fase após debutar o álbum "Leave Luck To Heaven" pela Gosthly; o techno espacial, instrospectivo e terapêutico  na residência de Daniel UM ao lado do tech-funk do Mau Mau. E o impulso mais recente da disco em mutações tão interessantes quanto Spacel, Micro, Nu, Dark em mais uma empreitada conceitual.

 

 

Os primeiros namoros com a Kompakt em momento histórico quando a música eletrônica mundial ganhava uma dieta minimalista em suas produções de pista e até comerciais.

 

 

Parabéns ao time que faz do D-Edge o clube noturno que dá tanta satisfação de ser brasileiro quando você investe uma grana pra chegar na noite de Berlim e sentir uma energia muitíssimo parecida com essa aqui da Barra Funda. 

 

Parabéns pelos 12 anos da marca! Keep going!

Já espero comprar as passagens pro Rio e Curitiba no próximo ano. Aposto que a "experiência D-Edge" promete em qualquer destino!  

 

+ Informações da festa de 12 anos aqui.

Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex