Marmita Sônica
Marmita Sônica
Devore Sem Moderação! Blog Marmita Sônica, só as "quentinhas" pra matar a larica na jogação. Por Marmitex, Mtx, Felicio, Marmita, Marmo, Groovy.. Jornalismo musical com bom humor, faz bem à saúde!
faça login para votar!
fãs
rss
Você pode assinar o feed desse blog pra saber assim que ele for atualizado.
Feed 
* copie e cole para assinar com outro reader
Add to Technorati Favorites
» posts com a tag dubbel dutch (1)
Download: "Best Of Uk Funky 2010"
23.12.10 01:202 comentários

MaryanneHobbsSonar

 

Psicodelia e sensualidade foram notadas em discos marcantes do Uk Funky em 2010. Oriundo do garage, fonte originária do dubstep e grime na Inglaterra, o som vigoroso de Geeneus, Roska e MJ Cole se revelou potência dançante para os fãs de house que curtem baixos graves e loops lisérgicos. Ricardo Villalobos, que é pró em caçar beats funkeados e étnicos de diversas cenas, já absorveu as influências do Uk funky em suas gigs

 

O UK funky foi bem divulgado no Sònar 2010, onde públicos de diversos cantos do mundo caíram no suingue britânico de sotaque “afro”.

 

Do bass da anfitriã Mary Anne Hobbs (foto) à introspecção melódica de Joy Orbison - sem deixar de fora a catarse rítmica do fenômeno post-afrobeat ROSKA -, o festival catalão afirmou a tendência em seu palco noturno.

 

Passamos por lá, escrevemos um review do Sònar Day aqui e cobertura para o Virgula.

 

 

Ouvi discos do gênero também em Berlim na imponente loja Hard Wax, que dedica um espaço exclusivo para lançamentos de Uk Music. Na quebradeira noturna do Bass Berlin Festival, o clube Maria Ost Bannhof foi abaixo com a miscelânea de batuques e graves (Dèbruit, Benga, Jahcoozi).

 

Testando o som em pistas brasileiras, é notável como os funkies com vocais soulful e experimentação de auto-tunes rodam bem pelo pomposo universo do deep house (Chemistry @ Lab Club, Xiliquê). Não dá para negar a “maloqueragem” do garage originário e seus estilhações do Chicago "gueto" house para pistas de fervo global  (Boom Boom c/ Lucas Santanna, Explode @ Neu Club).

 

BEST OF UK FUNKY 2010 MIXTAPE


 

1- Four Tet – Love Cry (Roska Remix) {Domino}

O guitarrista não errou em apostar na crueza funkeada de Roska para o single vocal do seu novo álbum “There Is Love In You”. Four Tet anda afinado nas abstrações do dub, tem feito som junto de Burial e Mala. Curtiu? Vai atrás de "Love 2 Nite" e "I Need Love" no seminal CD de estreia do Roska.  

 

2- DVA – Natty {Hyperdub}

Leon Smart cuida do selo DVA Music e também assina discos como Scratcha e Soule Power. O EP “Natty / Ganja” marcou seu debute na concorrida Hyperdub no mês de janeiro. Outros discos bons vieram na sequência, corre atrás.

 

3- Dubbel Dutch – Throwback {Palms Outs}

Hit absoluto do Uk funky em 2010, o som é cheio de pianos e samples nostálgicos que entregam a mais pura emoção clubber para as pistas. O EP saiu nos EUA em junho, chamando atenção para o desconhecido Dubbel Dutch. Cravada nos 10 min da mixtape.

 

4- Brackles – 6 AM El Gordos {Brainmath}

Algumas das 500 cópias que a Brainmath lançou no começo do ano estavam na loja Hard Wax.  O vinil tem apenas um lado, 6 AM representa com seus timbres sujos de Uk garage, e garantiu a boa compra. Estamos de antena no Brackles em 2011.

 

5- Jamie George – Flying Saucer (Roska's Crop Circle Mix) {Roska Kicks & Snares}

O selo Roska Kicks & Snares foi fundado em 2007 por Wayne Goodlitt aka Roska, lançando apenas as faixas do cara. Em 2010, abriu portas para novos artistas como Jamie George. Flying Saucer saiu no começo de dezembro.

 

6- Hackman – Always (Instrumental) {Shifting Speaks}

O disco traz um remix do Brackles, mas a versão instrumental é mesmo a predileta da casa. Hackman dá o pontapé no novo selo inglês Shifting Speaks, galera que aposta na curiosa serie “Uk Tropicale”.

 

7- L-Vis 1990 feat Shadz – Forever You {Night Slugs}

Forever You soa como uma resposta para Reckless With Your Love, lançada em 2009 por Azari & III.  L-Vis 1990 também tem firme inspiração na década de ouro da "piano house". seu selo Night Slugs é hoje uma das mais inventivas vitrines da música urbana de Londres.

 

8- Seiji – Elevator {Seijimusic}

Paul "Seiji" Dolby é veterano e isso diz muito sobre seu som. Integrante do coletivo Bugz In The Attic, traz forte influência do broken beat em seu lance solo. Seiji figura em selos refinados como Sonar Kollektiv e Reinforced, e está com sangue nos olhos pelo Uk funky - que tem tudo a ver com o ritmo das batidas broken.

 

9- MJ Cole – Volcano Riddim {Prolific Recordings}

Um dos criadores do Uk garage, o londrino soma ótima discografia, já gravou com Tom Jones e remixou grandes do pop, enquanto mantém sonoridades underground. Desde 1998, MJ agita a Prolific com inúmeras jams de MCs (Wiley, Laura Vane, Digga). No EP “Riddim”, o cara acerta a mão em instrumentais para grandes pistas.

 

10- Beezy - Dejavoodoo (Geeneus Remix) {Rinse}

Outro grande nome das pistas do Reino Unido desde 2000 é o Geeneus, talento revelado pela crew de MCs Pay As You Go Cartel. Ele faz a transição perfeita do garage para o festejado “funky da Rinse FM” – pilar do Uk funky. O rap Dejavoodoo do Beezy virou tudo menos rap na mão do genioso. 

 

11- Joy Orbison – “Hyph Mango” {Hotflush Recordings}

Essa saiu em outubro de 2009 pela primeira vez, mas em clima de verão (#sonar2010feelings) não pude descartar uma música tão intensa quanto essa para fechar a mixtape do ano. Um dos melhores discos melódicos do Bass, Hyph quebra qualquer marra dark do dubstep.

 

Que venha 2011 na #positividade!

Categoria: UK Funky
Felicio Marmitex
Felicio Marmitex (marmitex86 @ gmail.com)
www.twitter.com/feliciomarmitex